16.4.13

Inversão de valores

O Homem vive numa inversão de valores.
Em detrimento do que é, valoriza o que não é.
Apega-se à transitoriedade das coisas...
E não acrescenta quase nada de si!
Corre atrás do que se esvai...
Tenta deter os raios do Sol entre os dedos...
Prefere carregar a canga que o mundo lhe impõe aos ombros a sobralçar o jugo do senhor.
Exige dos outros o que não faz.
cobra o que não está disposto a pagar.
Sonha com o céu, sem renunciar à Terra!
Aponta erros alheios, qual se eles lhe fossem uma excrescência...
Não admite que ele mesmo não passa de lírio crescido no charco.
Por isso, entre vida e sai vida - ele pouco se altera.
Diríamos que avança milimetricamente.
Semelhante à Natureza, em seu processo de formação, através dos milénios.
Carlos A. Baccelli, "Passo a Passo"