3.9.13

Hoje decidi abrir as gavetas da minha alma. Arrumei, coloquei cada coisa em seu devido lugar. Joguei fora o que não me servia mais e guardei com carinho as peças que tão docemente me acolhem. Abri mão dos ressentimentos mofados, das mágoas fora de moda, dos medos repletos de traças, para que sobrasse o maior espaço possível para guardar o que me realmente me serve, me veste, me aquece e me torna melhor.
- Erick Tozzo

rachelbellinsky:

untitled on Flickr.

Via Hierophant