30.11.13

Via Hierophant

VOCÊ SÓ VAI SER FELIZ QUANDO FOR FELIZ

A felicidade verdadeiramente é o objetivo principal da nossa vida?

Todas as pessoas querem ser felizes. A felicidade parece ser o grande objetivo de vida e mesmo assim, a maior parte das pessoas procura a felicidade de formas indiretas.

Temos objetivos materiais tais como querer uma casa melhor, um automóvel melhor ou coisas luxuosas. Também temos objetivos acerca dos relacionamentos. Queremos sentir-nos seguros. Queremos ser capazes de nos expressar livre e criativamente. Alguns de nós podem até desejar poder, outros talvez procurem a fama. Mas se perguntarmos às pessoas, porque desejam estas coisas, a resposta última remete-nos para o mesmo ponto. Acreditam que quando obtiverem todas estas coisas, finalmente serão felizes.

Então porque não é objetivoprincipal criar felicidade?

Na verdade, se para cada um de nós o primeiro objetivo for a felicidade, em vez de ser o segundo, facilmente conquistamos tudo o que desejamos.

Muitas tradições espirituais ancestrais sabem que, se procuramos primeiro o objetivo mais elevado, tudo virá até nós e, causas exteriores para obter felicidade nunca criam a verdadeira alegria.

Alegria é um estado interior de consciência que determina como percebemos e experienciamos o mundo. A fonte interna da alegria, a nossa conexão com o Criador, a nossa Fonte, o nosso Ser Interior, é a causa, enquanto a felicidade é o efeito.

Felicidade é um estado de consciência que já existe em nós, mas está quase sempre encoberto por todo o tipo de distrações. Condicionamentos sociais e consciência restrita mantêm-nos longe do brilho deste reino dos céus encoberto nas profundezas do nosso coração. Mas podemos elevar-nos acima das nuvens dos condicionamentos e redescobrir a fonte da alegria dentro de nós.

Após a descoberta desta alegria maravilhosa, coisas miraculosas começam a acontecer. A expressão de felicidade traz um senso de conexão com o poder criativo do universo. Conseguindo essa conexão, sentimos que nada pode nos parar e impedir de conseguir qualquer coisa que se desejamos.

Quando a nossa vida é a expressão de um estado interior de felicidade, descobrimos um imenso reservatório de poder em nós. Este poder nos liberta do medo e das limitações e permite realizarmos a abundância que sempre aspiramos, permite a realização espontânea do desejo.

Ainda mais importante, este poder nutre todos os nossos relacionamentos e os torna realmente enriquecedores. Tornamo-nos faróis de luz e de amor e basta a nossa presença para nutrir o ambiente à nossa volta.

Quanto mais vivemos num estado de felicidade mais experienciamos a realização espontânea do desejo na forma de sincronicidades e coincidências plenas de significado.

Isto é chamado estado de graça. Mas esta não é a história toda.

Felicidade é um objetivo para chegar a outros objetivos, pois o que realmente aspiramos, para além da felicidade, é entender o mistério da nossa existência.

O Ser Interior de qualquer ser humano, espera pacientemente até este estar pronto. Quando o ser humano está pronto, o seu Ser Interior estende um convite para entrar no luminoso mistério da Existência, no qual todas as coisas são criadas, nutridas e renovadas.

Na presença deste mistério nós não só nos curamos a nós mesmos, como curamos o mundo e o mundo tem estado à espera da nossa transformação porque também deseja a transformação.

Quando nos transformamos o mundo transforma-se porque nós e o mundo somos Um.

Comecemos esta jornada agora.

Deepak Chopra

29.11.13

'' Que hoje tudo o que você deseja aconteça, nem muito e nem pouco, mas exatamente do tamanho que te traga sorriso no rosto e que faça seu coração pulsar mais forte. ''
Kláudia Romanholi

Via Coisas que eu sei

A família na visão espírita


O conhecimento que o Espiritismo proporciona causa profundo impacto em todas as áreas do conhecimento e dos relacionamentos humanos. A visão que ele apresenta da família é um exemplo dessa afirmativa. Essa influência é notadamente percebida na desierarquização das funções e requalificação de responsabilidades.
Mesmo enquanto na função de pais, filhos, netos, cônjuges, os Espíritos que compõem o núcleo familiar são essencialmente irmãos em trajetórias evolutivas individuais, cada qual com sua bagagem, herança do passado, e com missões a serem desempenhadas no presente, com vistas ao futuro. Estão reunidos neste pequeno grupo social consangüíneo com muitos objetivos em comum, unidos por laços de simpatia ou não.
Nessa visão, o modelo de autoridade e a importância da função se diluem no respeito a cada individualidade e compromissos assumidos por cada um. Mesmo sob esta ótica, os pais (ou quem faça este papel) jamais perdem a responsabilidade e a função de educar, orientar, conduzir os Espíritos que vieram como filhos para o caminho do bem, procurando dirimir as tendências negativas, reforçando seus aspectos positivos.
Com a compreensão da reencarnação, somos conduzidos a vivenciar um relacionamento de entendimento. Como é possível a adversários do passado reencarnar sob o mesmo teto familiar, a convivência familiar se torna uma oportunidade valiosa de reajustes. Isso explica, muitas vezes, a aversão que pode surgir entre pais e filhos ou entre irmãos, e deve servir como um estímulo a mais para que, com dedicação e renúncia, possam promover a reconciliação pelo amor e pelo perdão.
Cabe principalmente ao adulto, consciente dos postulados espíritas, assumir o papel de educador e orientador dos demais membros da família. Sabe-se que, algumas vezes, o Espírito que reencarna como filho é mais evoluído do que os pais, mas, mesmo assim, as funções não se invertem: ainda que não exista a hierarquia nos moldes antigos, o processo pedagógico-educacional é sempre tarefa dos pais.
A família, na visão espírita, se torna muito maior, mais importante, mais democrática e fundamental para a evolução do Espírito imortal. Laura, no livro Nosso Lar1 informa que “o lar terrestre é que, de há muito se esforça por copiar nosso instituto doméstico; mas os cônjuges por lá, com raras exceções, estão ainda a mondar o terreno dos sentimentos, invadido por ervas amargosas da vaidade pessoal, e povoado de monstros do ciúme e do egoísmo.”
Ainda esclarecendo a respeito das diferenças existentes entre o lar terrestre e o do plano espiritual superior, continua a amável senhora: “O lar é o sagrado vértice onde o homem e a mulher se encontram para o entendimento indispensável. É o templo onde as criaturas devem unir-se espiritual antes que corporalmente.(...) Alguns chegam a asseverar que a instituição da família humana está ameaçada. Importa considerar, entretanto, que, a rigor, o lar é conquista sublime que os homens vão realizando vagarosamente.”
Assim, com o cultivo permanente da harmonia no lar, do amor, da prática do perdão, do respeito mútuo, a família, esta inigualável conquista da evolução humana, será o verdadeiro agente transformador para uma sociedade mais fraterna e justa.
Luis Roberto Scholl
1XAVIER, Francisco C. Nosso Lar. Pelo Espírito André Luiz.

Via Hierophant

PERDOAR É NECESSÁRIO!

Perdoar é necessário quando existe mágoa em seu coração. Toda mágoa pesa no caminho de sua vida, lhe prende, não lhe deixa voar. É como uma pedra que você carrega em suas costas, um peso que você leva, que mina a sua energia. Um nó cego na alma e que bloqueia o seu viver. O pior é quando você esconde a mágoa dentro do seu coração, como a sujeira que se joga para debaixo do tapete.

Veja! A sujeira que se joga para debaixo do tapete não deixou de existir, a mágoa ainda está aí. Às vezes, por alguma razão, não é possível dizer, botar para fora tudo que você queria falar. A mágoa fica lhe corroendo, e se torna uma vingança oculta contra a pessoa que lhe magoou. E quanto mais ela fica dentro de você, tanto mais ela vai crescendo, tanto maior o poder da mágoa em seu coração, tanto maior poder você dá a ela de influenciar negativamente a sua vida. Olha! Toda mágoa termina se transformando em raiva. E não é possível ter saúde, ser saudável, amar, ser feliz, construir uma vida, recomeçar, com esse sentimento dentro de você.

Perdoar, antes de tudo, é bom para você. É simples, mas não é fácil! Isto porque o perdão não acontece da boca para fora. Quando você se sentiu magoada, ofendida, enganada, injustiçada, tudo isto aconteceu em seu coração. Logo, é em seu coração que o perdão também deve acontecer, no âmago de sua alma. O perdão é uma alquimia interior que acontece, um salto quântico, um movimento na energia da sua alma para cima, que lhe liberta, que eleva a sua alma. Você evolui com o perdão! Os mestres dizem:

- O perdão é a evolução da alma na velocidade da luz.

Para perdoar só é necessário a si mesmo. É necessário ir fundo, em si mesmo. Encontrar um caminho que lhe leve à raiz do problema, à dor que gerou o seu sofrimento e que você guarda, que você esconde por alguma razão. Quando conseguir alcançar o âmago da questão, neste espaço, os guias lhe ajudam, a existência lhe conduz, você é apenas instrumento. A sua consciência se expande, mudanças acontecem em seu interior, a sua consciência se restabelece.

Para saber se você perdoou, quando lembrar, quando encontrar a pessoa, se a lembrança ou a situação não mais lhe incomodar, não mais lhe trouxer algum ressentimento, o perdão aconteceu. Depois que você perdoa, você não é forçada a tratar bem. É suficiente apenas ser natural e se proteger se for necessário. Na verdade, depois que você perdoa, não é preciso nem mesmo que a outra pessoa saiba, você não precisa nem contar a ela. É possível perdoar até mesmo a alguém que já não está mais perto de você.

Quando você aprende a perdoar situações profundas que aconteceram em sua vida, perdoar as pequenas coisas do dia a dia torna-se mais fácil. Isto traz qualidade em seu viver. O perdão lhe deixa leve, lhe torna livre, vivo, faz a vida fluir, lhe eleva, eleva a alma! Certo tipo de sabedoria se ajunta ao seu ser. Você tem mais tempo para viver a vida e não lutar contra a vida.

Aos poucos, você vai tirando a vida de letra, você vai aprendendo a lidar com o vazio, com a ausência de amor que existe no próximo, no mundo. Você aprende a se proteger, sem agredir. Você vai sentindo de verdade que o maior benefício do perdão não é para quem foi perdoado, mas para quem perdoou. E, se o seu coração já estiver tomado pelo amor maior, ainda será capaz de agradecer, pois, perceberá que por meio da experiência do perdão a sua alma evoluiu, a sua evolução espiritual aconteceu, você se aproximou ainda mais da sua luz interior, experimentou Deus no seu coração, esta oportunidade.

Paz e Luz

por Antônio Caldas via The Secret

Via Espaço Consciência de Viver.

Via Inspire

QUANDO ME AMEI

Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato. E, então, pude relaxar. Hoje sei que isso tem nome… auto-estima.

Quando me amei de verdade, pude perceber que a minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra as minhas verdades. Hoje sei que isso é… autenticidade.

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento. Hoje chamo isso de… amadurecimento.

Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo. Hoje sei que o nome disso é… respeito.

Quando me amei de verdade, comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável… pessoas, tarefas, crenças, tudo e qualquer coisa que me deixasse para baixo. De início, minha razão chamou essa atitude de egoísmo. Hoje sei que se chama… amor -próprio.

Quando me amei de verdade, deixei de temer meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro. Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo. Hoje sei que isso é… simplicidade.

Quando me amei de verdade, desisti de querer ter sempre razão e, com isso, errei muito menos vezes. Hoje descobri a… humildade.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de me preocupar muito com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece. Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é… plenitude.

Quando me amei de verdade, percebi que a minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando eu a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada. Tudo isso é…. saber viver!

A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade.”

Carlos Drummond de Andrade

Via The Secret

28.11.13

12 AFIRMAÇÕES DA LEI DA ATRAÇÃO QUE PODEM MUDAR SUA VIDA

enjoy_life__3_by_topazaphotography-d5kmveb

Por: Christie Marie Sheldon

Você provavelmente já ouviu falar muito sobre afirmações da Lei da Atração … e você provavelmente está se perguntando se, e como, elas funcionam.

A verdade sobre afirmações da Lei da Atração

Afirmações funcionam. Elas são uma parte importante de se manifestar e trazer sonhos da imaginação para a realidade. Mas, o elemento crítico é a crença. Sem a crença – se você sentir que você está mentindo para si mesmo – a afirmação não irá gerar os resultados desejados. Por quê? Porque a sua vibração (sua crença) tem de corresponder ao seu desejo. É assim que os dois vão ser reunidos. Se você está afirmando, “eu ganho R$ 50.000 por mês do meu negócio” ainda não têm sequer um cartão impresso de negócios ou colocou uma propaganda lá fora, mostrando que você está no negócio … então você vai ter uma grande discrepância entre o que é, e o que pode ser. Mas, para fazer esses 50 mil por mês, você tem que visualizá-lo e falar sobre isso, certo? Assim, como superar a discrepância? Como você se move do “ver para crer” (ver a situação atual e zero resultados e nenhuma prova de que as afirmações funcionam) para uma mentalidade de “Crer para ver”, onde você permite que o processo criativo se desenrole?

A Lei da Atração é muito simples e direta: você atrai o que você acredita. Se você diz uma afirmação e imediatamente surge uma nuvem de dúvida – “como vou conseguir isso” ou “quem iria querer o que eu tenho para oferecer” você só vai ficar frustrado já que sua realidade corresponde, sem esforço, à sua vibração. Toda vez, sem falhar, você vai atrair o que você espera.

Olhe ao redor para suas circunstâncias. Elas são um resultado direto do que você acredita. Você tem o poder de criar algo melhor.

Assim, o truque para passar de “ver para crer” e adotar “Crer para ver” é tudo sobre vibração, e se sentir bem.

Quando você duvida, você causa resistência em sua vibração. A dúvida não é agradável. O medo não é agradável. A procrastinação não é agradável. Luta não é agradável. Eles são todas as formas de resistência! Use as seguintes afirmações para ajudar a criar a mudança, sem causar resistência. Sua mente inconsciente e consciente irá aceitar estas afirmações, porque não há disparidade entre o que é e o que pode ser. Em seguida, as afirmações irão funcionar.
Importante: se você não entrar em ressonância com a linguagem usada aqui, componha suas próprias afirmações. Elas devem soar verdadeiro para você.

Você deve ter notado a ênfase na “ressonância” e “soar verdadeiro” – não é coincidência!

Tudo é vibração. Vibração positiva é agradável; vibração negativa é desagradável. Então, conforme você cria e diz ou escreve afirmações, tenha certeza de que elas sejam agradáveis para você. Quando você começa a incorporar estas afirmações e acreditar nelas, você vai começar a atrair o que você deseja.

As regras mais importantes além de que suas afirmações sejam agradáveis, é você dizê-las com emoção, no tempo presente, e usar EU SOU. Eu sou (estou) é uma força criativa diferente de qualquer outra! Aqui estão algumas afirmações que irão acostumá-lo para usá-las como ferramentas de manifestação.

1. Eu estou recebendo agora abundância de formas esperadas e inesperadas.

2. Estou cada vez mais confiante na minha capacidade de criar a vida que desejo.

3. Estou agindo a partir da inspiração e de ideias e eu confio na minha orientação interior.

4. Eu estou dando e recebendo tudo que é bom e tudo o que eu desejo.

5. Estou recebendo abundância infinita, inesgotável e imediata.

6. Estou criando a minha vida de acordo com as minhas convicções dominantes, e estou melhorando a qualidade dessas crenças.

7. Estou constantemente esforçando-me para elevar a minha vibração através de bons pensamentos, palavras e ações.

8. Estou fazendo uma contribuição significativa para o mundo e eu sou maravilhosamente compensado pela minha contribuição.

E é muito importante plantar a semente da possibilidade em sua mente – o que irá elevar a sua vibração porque o otimismo e positividade ajudam a remover a resistência (medo, dúvida, etc):

9. Estou disposto a acreditar que eu sou o criador da minha experiência de vida.

10. Estou disposto a acreditar que, ao elevar a minha vibração, vou atrair mais do que eu desejo.

11. Estou disposto a acreditar que, ao focar em se sentir bem, eu farei melhores escolhas que levam a resultados desejados.

12. Eu sou digno de amor, abundância, sucesso, felicidade e realização.

Tente algumas destas afirmações diariamente. Escolha as que ressoam com você; ajuste o resto para refletir seus desejos e metas. Lembre-se de sempre focar no que você quer atrair, e não sobre o que é.

Não existem regulamentos, como quanto tempo deve ser gasto falando afirmações. O que é mais importante é a intensidade. Murmurar, afirmações tímidas é tão inútil como um guarda-chuva em um vendaval! Afirmações proferidas com intensamente emocional e sinceridade  são sinais claros de que você quer isso.

A crença em si mesmo pode ser criada como um hábito mental. Quanto mais você diz a si mesmo alguma coisa (de uma forma que não causa resistência interna), mais você vai acreditar. Tudo se resume a escolha. A maioria de suas crenças foram criados inconscientemente, mas elas ainda eram criadas como consequência da escolha – você escolheu acreditar que o que alguém disse era verdade. Portanto, não há nenhuma razão que você não possa imprimir crenças positivas, pró-ativas e de auto-afirmação em vez de crenças negativas, reativas e auto-destrutivas. Você pode escolher.

Como tirar o máximo de suas afirmações da Lei da Atração? Infundir-lhes com muita e muita emoção positiva. Elas devem fazê-lo sentir-se bem em um nível essencial. Imagine-se já tendo o que você quer. Como você se sente nesse momento? Tome esse sentimento e aplique-o na sua afirmação! Não só este vai ajudar a construir a crença, mas também irá ajudar a substituir qualquer negatividade que possa cercar o seu desejo.

Se você aprender a usar afirmações da lei da atração usando crenças e emoções que não estejam corrompidas por medo ou dúvida, elas vão, com certeza, tornar-se parte de você. Você vai incorporá-las. Você vai irradiá-las. E os resultados serão despejados de volta para você em muitas maneiras deliciosas!

Dois grandes amigos

Conta uma lenda árabe que dois grandes amigos, ao viajar pelo deserto, discutiram e um deu uma bofetada no outro.
Magoado, o agredido escreveu na areia: “Hoje, meu melhor amigo me deu uma bofetada no rosto”.
Seguiram adiante e encontraram um oásis, onde resolveram banhar-se.
O que havia levado o tapa começou a se afogar, sendo salvo pelo amigo que antes lhe dera a bofetada. Ao recuperar-se, pegou um canivete e escreveu numa pedra: “Hoje meu melhor amigo salvou a minha vida”.
Intrigado, o outro perguntou:
- Por que, quando eu te magoei você escreveu na areia e agora você escreveu na pedra?
Sorrindo, o que foi salvo respondeu:
- Quando um grande amigo nos magoa, devemos escrever onde o vento do esquecimento e do perdão se encarregue de borrar e apagar o ocorrido. Por outro lado, quando nos acontece algo grandioso, devemos gravar isso na pedra e na lembrança, onde vento nenhum em todo o mundo poderá sequer borrá-lo.


(do livro Atitudes Vencedoras, de Carlos Hilsdorf)

O BURACO DA AGULHA

Screenshot_3

Qual o seu conceito de riqueza? Qual o seu conceito de prosperidade? Quem acha que não se pode ser rico e espiritualizado ao mesmo tempo?

Muitos associam dinheiro à sujeira e outras crenças. E repetem: “o dinheiro não traz felicidade”; “o dinheiro é a origem de todo mal”; “os ricos são gananciosos”… Quem pensa assim está enviando uma mensagem equivocada ao Universo: só é possível ser feliz sem dinheiro. Quem pensa dessa maneira provavelmente passará a vida longe dele.

Existe uma passagem bíblica que diz: “Em verdade vos digo, é mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no reino dos céus”. Milhões de pessoas levam esse texto ao pé da letra. Na verdade, “buraco da agulha” – como descrito na Bíblia – refere-se às entradas menores (que não as principais) das cidades que eram todas muradas naquela época. Não se tratava do buraco da agulha de costura, obviamente. Os comerciantes (viajantes) que chegavam à noite com os portões da cidade fechados, tinham que tirar toda a bagagem de cima do camelo e fazê-lo passar curvado pelo “buraco da agulha”, o que não era tarefa das mais fáceis.

Quando pensamos em pobreza, em miséria, em doença, em falta, em carência, fazemos com que estas vibrações reverberem em nossas vidas. E o que plantamos é o que colhemos.

Quando apostamos na dúvida e no medo, atiramos no lixo nossa capacidade de contribuir para que tudo o que nos cerca seja próspero. Todos perdem. Um dia, quando aprendermos a manter nossa mente receptiva às oportunidades e a colocá-la em ressonância com as vibrações da prosperidade, poderemos mudar o mundo. E seremos todos felizes.

Via The Secret

26.11.13

Via Hierophant

VOCÊ É O RESULTADO DA SUA MENTE!

Não, não é utopia. Existe um caminho seguro pelo qual você pode chegar ao paraíso perdido.- Em verdade te digo que ainda hoje estarás comigo no paraíso.Essas palavras do Mestre já estão valendo agora para você.

Existem no interior da criatura humana riquezas imensas, mais grandiosas do que todas as riquezas do universo.

No mundo insondável do subconsciente está a mina inesgotável, que contém a satisfação de tudo o que o homem sonha e deseja para si.

Já dizia Sócrates, famoso filósofo grego, que viveu quatrocentos anos antes de Cristo:

“Em qualquer direção que percorras a alma, nunca tropeçarás nos seus límites.”

alma

Felizmente, muitos cientístas já arregaçaram as mangas e estamos no limiar de uma nova era.

O homem é o rei da criação, portanto foi feito para ter completo domínio sobre a natureza, sobre os animais, sobre as águas, sobre a terra, sobre as plantas.

Muito se tem falado, também, que o homem é imagem e semelhança de Deus e, conseqüentemente, em seu espírito - que é parte do Espírito Infinito, do quanto procede – residem o poder infinito e a sabedoria infinita.

Paulo de Tarso, quando chegou pela primeira vez em Atenas, na Grécia, foi falar ao povo na tribuna do areópago.

No meio do seu discurso, feito sobre o Deus Desconhecido, ele disse:

“Pois nele vivemos, nos movemos, e existimos.

A propósito, disseram também alguns dos vossos poetas: Somos da sua estirpe.”

Veja bem, se somos da estirpe de Deus, em nosso interior existe uma energia divina que, quando utilizada, nos eleva a um nível de perfeição física, mental, material, emocional e espiritual.

- Mas, que energia é esta? – perguntará você.

mente

Um dia perguntaram a Thomás Alva Edison, o inventor da lâmpada elétrica, o que era a eletricidade.

Edison respondeu que a eletricidade não se explica, se usa.

O Poder Infinito, que existe dentro de você, não se explica; se usa.

Use-o em seu benefício, em benefício dos seus e em benefício de toda a humanidade.

O que lhe interessa saber não é o que é o Poder Infinito, mas como você pode usá-lo. Quando eu comprei um carro, não me interessei em saber o que era o motor, mas como eu poderia usar e dirigir o carro.

VOCÊ É O RESULTADO DE SUA MENTE

Você é o que for a sua mente. A mente age, gerando em si mesma um estado de paz ou de agitação, de alegriaou de tristeza, de amor ou de ódio, de riqueza ou de pobreza, de sucesso ou de fracasso,

e o corpo reage gerando bem-estar ou doenças, de acordo com o conteúdo que a mente lhe envia.

O homem é a sua mente. O corpo é a manifestação da mente. A estrutura humana é expressão da mente.

Quando a mente se deteriora, o corpo se deteriora; quando a mente deixa o corpo,

a energia corpórea se transforma em outros tipos de energia.

O corpo, portanto, é o resultado da mente. Como a mente é controlável, a saúde e a doença podem ser controláveis.

A mente em estado de perfeita ordem e harmonia gera um corpo em perfeita ordem e harmonia,

ou seja, em estado de saúde.

Por outro lado, a mente é o agente de todos os estados intelectuais, emocionais, sensoriais, extra-sensoriais e espirituais.

Lauro Trevisan em: O Poder Infinito sa Sua Mente

Via Blog Mulherão

20.11.13

Via GeekCats Tirinhas

Voe


Deixe-se levar pela ternura.
O que a alma sente é por natureza livre.
Deixe-se conduzir pela leveza.
O que é profundo é, ao mesmo tempo, suave e forte.
Deixe-se penetrar pela bondade.
A vida sempre responde bem ao que movimenta o que recebe.
Deixe-se ser cuidado.
O amor do outro cura a alma, aproximando-a do divino.
Deixe-se impregnar pela poesia.
Sua arte leva o espírito às dimensões transcendentes.
Deixe-se ousar.
A criatividade é mãe da alegria e da ciência de viver.
Deixe-se experimentar o sabor de viver apaixonadamente.
A vida se revela prazerosa àquele que a torna intensa.
Deixe-se envolver pela espiritualidade.
O ser humano é espírito, independentemente do corpo que lhe serve de instrumento.
Deixe-se voar. O voo é dos que descobriram a liberdade.
Ame o voar; voe no amor.
Adenáuer Novaes

Via Fonte Eterna

Dez dedos unidos no Namastê.


O número dez é símbolo da perfeição, da unidade, do equilíbrio perfeito.
Os dez Mandamentos. As dez emanações da Árvore da Vida, Os dez vértices da estrela de Pitágoras.
Toda a criatura é um reflexo dos Dez Atributos Divinos: Apego, Bondade, Conhecimento, Entendimento, Esplendor, Harmonia, Perseverança, Realeza, Sabedoria, Severidade.
Namastê traz o Sagrado para dentro de cada ser humano, afirmando que Deus não está no céu, num templo ou mesmo na natureza. Deus está em tudo, em cada um de nós e qualquer dissociação da imagem do divino da nossa é inútil.
Ao fazer o Namastê, afirmamos que todos somos filhos e partes do Sagrado, indissociáveis e iguais.

Via Fonte Eterna

19.11.13

Miniaturas Fotográficas (Tilt-shift)

tilt shift

tilt shift

tilt shift

tilt shift

tilt shift

tilt shift

tilt shift

Via Hierophant

Fonte: http://tiltshiftphotography.net/examples.php

A ARTE DE OLHAR PARA DENTRO DE SI

Pode ser que a não-concretização dos resultados desejados seja decorrente apenas do tempo da germinação, e que os frutos ainda levem um tempo para acontecer. Já que estamos plantando corretamente, em alguns casos é apenas uma questão de paciência para que o tempo de cultivo chegue. Mas podemos estar realmente enganados, achando que estamos plantando algo quando na realidade estamos plantando outra coisa. É só através da atenção e da auto-observação contínua que poderemos desenvolver esse discernimento e sabedoria.

Portanto, ao se deparar com qualquer situação negativa em sua vida, procure se questionar e perceber que tipo de semente você está plantando nela – com todas as suas atitudes, palavras, sentimentos, pensamentos, crenças – mesmo que não intencionalmente. Avalie o que pode estar trazendo tais frutos negativos para sua vida. Mesmo que de início não consiga tirar conclusões, continue observando, pois sua percepção se desenvolverá cada vez mais, assim como sua habilidade de plantar o que realmente deseja. O importante é perseverar e não desistir!

Via The Secret

Dez maneiras de estimular sua vida espiritual

Intenção é o ponto de partida de qualquer caminho espiritual. Intenção inclui vontade e propósito, aspiração e visão superior. Se você definir a sua intenção como sendo a existência material, esta vai crescer no lugar da vida espiritual. Uma vez que você plantar a semente de uma intenção, a jornada da sua alma vai se desdobrar automaticamente.

Aqui estão algumas intenções básicas que marcam uma vida espiritual:

Eu quero sentir a presença de Deus.

Esta intenção está enraizada no desconforto de estar isolado e separado. Você pode mascará-la pelo desenvolvimento de amizades e de laços familiares. Em última análise, no entanto, cada um de nós precisa sentir uma sensação de plenitude e paz interiores.

Eu quero ajuda e apoio de Deus.

A presença de Deus traz consigo as qualidades do espírito. Em sua origem, todas as qualidades – amor, inteligência, verdade, capacidade de organização, criatividade – tornam-se infinitas. O crescimento dessas coisas em sua vida é um sinal de que você está ficando mais perto de sua alma.

Eu quero sentir-me conectado com o todo.

A jornada da alma leva uma pessoa a partir de um estado fragmentado para um estado de totalidade. Os eventos começam a seguir um padrão. Pequenos detalhes se encaixam em vez de serem dispersos e aleatórios.

Eu quero que minha vida tenha um significado.

A existência se sente vazia na separação. Isso se cura apenas movendo-se em direção à unidade com Deus. Em vez de se voltar para fora, para encontrar o seu propósito, você sente que só de estar aqui, como você é, é o maior propósito na criação.

Eu quero ser livre de restrições.

A liberdade interior é muito comprometida quando existe o medo, e o medo é o resultado natural da separação. Quando você se aproximar de sua alma, os limites de idade e defesas começam a derreter.

Se estas intenções básicas estão presentes dentro de você, Deus toma a responsabilidade de executá-las. Tudo o que você faz é secundário. No entanto, você ainda pode exercer uma grande influência através da sua conduta diária. Aqui estão as regras básicas para a vida espiritual que se mostraram eficazes para mim pessoalmente e que sinto que vai funcionar também para muitas outras pessoas.

1- Conheça suas intenções.

Não deixe que suas falsas intenções permaneçam mascaradas. Arranque-as fora e trabalhe no perigo e no medo que o mantem ligado a elas. Intenções falsas assumem a forma de desejos maus: eu quero que outra pessoa venha a falhar, eu quero ver as pessoas más punidas, eu quero tirar algo de alguém, etc. Intenções falsas podem ser evasivas, você vai notar a sua existência pelo sentimento a elas conectado – um sentimento de medo, ganância, raiva, desespero, ou fraqueza. Perceba primeiro o sentimento, se recuse a permanecer com ele e, em seguida, fique consciente até encontrar a intenção oculta por baixo desse sentimento negativo.

2 – Mire alto nas suas intenções.

Objetive tornar-se um santo e um fazedor de milagres. Por que não? Se você sabe que a meta do crescimento interior é adquirir maestria, então peça esta maestria o mais rapido possível. Não se esforce para fazer maravilhas, mas tampouco as negue para si mesmo. O início da maestria é a visão, veja os milagres ao seu redor, e isto tornará mais fácil crescer os milagres maiores.

3 – Veja-se na luz.

O ego mantém suas garras, fazendo-nos sentir carente e impotente. A partir deste sentimento de falta cresce uma fome/ necessidade para adquirir tudo à vista de imediato. Dinheiro, poder, sexo e prazer devem preencher esse vazio mas nunca o fazem. Você pode escapar deste pacote de ilusão, se você não enxergar a si mesmo na sombra, lutando para chegar a Deus, mas sim se ver na luz desde o primeiro momento. A única diferença entre você e um santo é que a sua luz é pequena e a de um santo é grande. Ambos estão na Luz, pertencem á Luz.

4 – Veja os outros na luz.

A forma mais baixa de se sentir bem consigo mesmo é a de se sentir superior a outras pessoas. A partir desta pequena semente crescem formas de julgamento. Uma fórmula simples pode ajudar aqui. Quando você for tentado a julgar outro ser humano, não importa como, obviamente, ele ou ela mereça, lembre-se de que todos estão fazendo o melhor que podem, a partir do seu próprio nível de consciência.

5 – Reforce as suas intenções todos os dias.

A vida cotidiana é uma espécie de caos em turbilhão, e o ego fica entrincheirados em suas demandas. Você precisa lembrar-se, dia após dia, do seu propósito espiritual. Para algumas pessoas é útil escrever as suas intenções, para outros, são úteis os períodos de meditação regular e oração. Encontre o seu centro, olhe de perto para si mesmo e não deixe ir embora a sua intenção , até que ela se sinta bem centrada dentro de si mesmo.

6 – Aprenda a perdoar a si mesmo.

Todos nós caímos nas armadilhas do egoísmo e da ilusão, quando menos esperamos. A observação casual que fere alguém, a mentira descuidada, e a vontade irresistível de enganar/trair são universais. Perdoe-se por ser como você é ou está agora. Aplique a si próprio o mesmo ditado válido para os outros: você está fazendo o melhor que pode, levando em conta seu próprio nível de consciência. (Eu gosto de lembrar de uma definição-mestra do discípulo perfeito: “Aquele que está sempre tropeçando, mas nunca cai”).

7 – Aprenda a deixar ir.

O paradoxo de ser espiritual é que você está sempre errado e sempre certo, ao mesmo tempo. A vida é mudança, você deve estar preparado para deixar partir as crenças, pensamentos e ações de hoje, não importa o quão espiritual elas o façam sentir-se. Todas as fases do crescimento interior são boas. Cada uma delas é alimentada por Deus.

8 – Reverencie o que é sagrado.

Nossa sociedade nos ensina a ser céticos em relação ao sagrado. Mas santo é o seu futuro, e cada mestre está tomando conta de você , esperando por você para se juntar a ele. Representantes humanos de Deus constituem um tesouro infinito. Mergulhar neste tesouro vai ajudá-lo a abrir o seu coração.

9 – Permita a Deus te assumir.

A maioria das pessoas são viciadas em preocupações, controle, gestão e falta de fé. Resista à tentação de seguir essas tendências. Não escute a voz que diz que você tem que estar no comando, que a vigilância constante é a única maneira de conseguir algo. Deixe o espírito tentar um novo caminho. Sua intenção é a ferramenta mais poderosa à sua disposição. Intencione para que tudo funcione como deveria, então deixa rolar e permita que oportunidades e aberturas surjam em seu caminho. O resultado que você está tentando tanto forçar para conseguir, pode não ser tão bom para você como o que vem naturalmente. Se você pudesse dar mais um por cento de sua vida a Deus diariamente, você seria a pessoa mais iluminada do mundo em três meses. Tenha isso em mente e renuncie a alguma coisa, qualquer coisa, todos os dias.

10 – Abrace o desconhecido.

Ao longo dos anos você formou gostos e desgostos, você aprendeu a aceitar certos limites. Nada disso é o verdadeiro você. O desconhecido está esperando por você, um desconhecido que não tem nada a ver com o “eu” que você já conhece. Algumas pessoas chegam ao limite da ilusão apenas no momento da morte, e depois com um longo olhar para trás, parece ter tido uma vida incrivelmente curta e passageira. A parte de nós que conhecemos é a parte que se extingue por completo muito rápido.

Quando você sentir um novo impulso, um pensamento edificante, uma sacada nunca posta em prática antes, abrace o desconhecido. Acalente-o como um bebê recém-nascido. Deus vive no desconhecido, e quando você puder adotá-lo completamente, você estará em casa livremente.

Deepak Chopra

Via The Secret

18.11.13

Momentos difíceis

Na vida, existem acontecimentos sobre os quais não possuímos controle ou possibilidade de interferência a ponto de mudar os resultados.
Resta-nos, não como consolo, mas como atitude inteligente e digna, o exercício da aceitação.
Aceitação não é conformismo ou fuga. Aceitar significa receber com profundo amor os fatos que não podemos alterar e encará-los como fundamentais a serem vivenciados para o nosso crescimento.
Nestes momentos, lembre-se sempre da Prece da Serenidade:
"Senhor,
Concedei-me a Serenidade para aceitar as coisas que eu não posso mudar, Coragem para mudar as coisas que eu posso, E Sabedoria para que eu saiba a diferença."

Paz e Alegria!
Carlos Hilsdorf

Via Hierophant

Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem cumpre o que promete. É elegante não ficar espaçoso demais. É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao de outro. É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais. É elegante retribuir carinho e solidariedade. Sobrenome, joias, e nariz empinado não substituem a elegância do gesto. Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante. Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural através da observação, mas tentar imitá-la é improdutivo. Educação enferruja por falta de uso.

Via Pedro Bial

Simplifique

A grande genialidade na vida consiste em transformar o que é complexo em algo simples.
Não devemos confundir simplicidade com simplismo.
Simplicidade é tornar as coisas acessíveis e descomplicadas sem perder o significado, os detalhes ou a profundidade.
Simplismo é a falta de cuidado e seriedade ao tratar qualquer aspecto. É uma aproximação pobre da realidade, perde os detalhes e a profundidade.
Ao realizar seu trabalho, pergunte-se: Há outra forma de fazer isso que seja igualmente eficaz e muito mais simples?
A vida não precisa ser complicada. Simplifique! Você fará mais e melhor, pois trabalhará mais inteligentemente.
Sempre é possível simplificar. Simplifique processos, tarefas, e-mails, relatórios e tudo o que estiver ao seu alcance. Enquanto outros reclamam das dificuldades e complexidades, seja sempre aquele que simplifica. Simplificar também é agregar valor!

Paz e Alegria,
Carlos Hilsdorf

VOCABULÁRIO DA VIDA…

mensagemdevidaAdeus: É quando o coração que parte deixa a metade com quem fica.

Amigo: É alguém que fica para ajudar quando todo mundo se afasta.

Amor ao próximo: É quando o estranho passa a ser amigo que ainda não abraçamos.

Caridade: É quando a gente está com fome, só tem uma bolacha e reparte.

Carinho: É quando a gente não encontra nenhuma palavra para expressar o que sente e fala com as mãos, colocando o fago em cada dedo

Ciúme: É quando o coração fica apertado porque não confia em si mesmo.

Cordialidade: É quando amamos muito uma pessoa e tratamos todo mundo da maneira que o tratamos.

Doutrinação: É quando a gente conserva o espírito colocando o coração em cada palavra.

Entendimento: É quando um velhinho caminha devagar na nossa frente e a gente estando apressado não reclama.

Evangelho: É um livro que só se lê bem com o coração.

Evolução: É quando a gente está lá na frente e sente vontade de buscar quem ficou para trás.

Fé: É quando a gente diz que vai escalar um everest e o coração já o considera feito.

Filhos: É quando Deus entrega a jóia em nossa mão e recomenda cuidá-la.

Fome: É quando o estômago manda um pedido para a boca e ela silencia.

Inimizade: É quando a gente empurra a linha do afeto para bem distante.

Lealdade: É quando a gente prefere morrer que trair a quem ama.

Lágrima: É quando o coração pede aos olhos que falem por ele.

Mágoa: É um espinho que a gente coloca no coração e se esquece de retirar.

Maldade: É quando arrancamos as asas do anjo que deveríamos ser.

Morte: Quer dizer viagem, transferência ou qualquer coisa com cheiro de eternidade

Netos: É quando Deus com piedade dos avós manda anjos para alegrá-los

Obsessor: É quando o espírito adoece, manda embora a compaixão e convida a vingança para morar com ela.

Ódio: É quando plantamos trigo o ano todo e estando os pendões maduros a gente queima tudo em um dia.

Orgulho: É quando a gente é uma formiga e quer convencer os outros de que é um elefante.

Paz: É o prêmio de quem cumpre o dever.

Perdão: É uma alegria que a gente se dá e que pensava que jamais a teria.

Perfume: É quando mesmo de olhos fechados a gente reconhece quem nos faz feliz.

Pessimismo: É quando a gente perde a capacidade de ver em cores.

Preguiça: É quando entra vírus na coragem e ela adoece.

Raiva: É quando colocamos uma muralha no caminho da paz.

Reencarnação: É quando a gente volta para o corpo, esquecido do que faz, para se lembrar do que ainda não fez.

Saudade: É estando longe, sentir vontade de voar, e estando perto, querer parar o tempo.

Sexo: É quando a gente ama tanto que tem vontade de morar dentro do outro.

Simplicidade: É o comportamento de quem começa a ser sábio.

Sinceridade: É quando nos expressamos como se o outro estivesse do outro lado do espelho.

Solidão: É quando estamos cercado por pessoas, mas o coração não vê ninguém por perto.

Supérfluo: É quando a nossa sede precisa de um gole de água e a gente pede um rio inteiro.

Ternura: É quando alguém nos olha e os olhos brilham como duas estrelas.

Vaidade: É quando a gente abdica da nossa essência por outra, geralmente pior.

Esperança: É a melhor maneira de traduzir os sonhos em realidade.

AMOR: É o sentimento que quanto mais se dá , mais se tem.

 

Luiz Gonzaga Pinheiro em O homem que veio da sombra.

Via Brilhe a vossa luz

15.11.13

Via Facebook

Aleatórias# Feriado

(via Aiken House & Gardens: Peaceful Sunday)

(via Posing Praying Mantis | Amazing Pictures)

stand at attention … (von David Kracht)

Via Don´t Call me Betty

Love Cats

(via a quieter storm on imgfave)

(via ABBAlover — «ROTTEN3» на Яндекс.Фотках)

pagewoman:

source

pagewoman:

source:pinterest.com

llbwwb:

Beauty by MariaZak.

allovertheplaceallthetime:

Cm’on Mara, get a hold of yourself. You know you’re allowed to take pictures of things other than your cat, right?

Via Don´t Call me Betty